Doria corta na Saúde e aumenta em publicidade na verba de 2021

Orçamento com propaganda crescerá cerca de 70% enquanto o da Saúde deve cair 3%

Apesar de se dizer preocupado com a pandemia de Covid-19 e com os impactos dela na saúde da população paulista, o texto do projeto de lei para o orçamento estadual de 2021 enviado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), e aprovado na madrugada desta quinta-feira (17), vai justamente na contramão da fala.

O desalinhamento do discurso com a prática pode ser comprovado pelo corte de aproximadamente R$ 800 milhões feito na verba destinada para a Secretaria de Saúde de SP no próximo ano. Na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020, por exemplo, os recursos planejados foram de R$24,5 bilhões, já em 2021 o valor cairá para R$ 23,7 bilhões, uma queda de cerca de 3,2%.

Já um setor que parece ter sido elencado como prioridade para Doria no ano que vem é a propaganda. A proposta de orçamento enviada por Doria para Alesp indica que o governo pretende gastar, em 2021, aproximadamente R$ 153,2 milhões em publicidade institucional, verba que é mais de 70% maior que os R$ 88 milhões destinados este ano.

Apesar das divergências entre os parlamentares, o orçamento do governo paulista para o ano de 2021 foi aprovado no valor de R$ 246,3 bilhões, uma alta de 3% em comparação aos R$ 239 bilhões destinados para 2020.

A proposta segue agora para a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento para elaboração do texto final, com as emendas inseridas. Depois, voltará para votação final em plenário. Participaram da sessão 74 parlamentares. O texto foi aprovado por 42 votos a favor e 31 contra.

Paulo Moura – 17/12/2020 -pleno.news

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese