Com medo da Covid, bebê morre por não ir a hospital

Rafael Ramos - 03/06/2020 17h49 | atualizado em 03/06/2020 18h47 Bebê morre após dois dias com problemas intestinais Foto: Reprodução

Criança ficou dois dias com problemas intestinais

Um bebê de um mês de vida morreu em Cuiabá, no Mato Grosso, nesta terça-feira (2). Sofrendo problemas intestinais durante dois dias, os pais não levaram a criança ao hospital com medo que ela fosse contaminada com o coronavírus. Quando eles resolveram procurar ajuda médica, já era tarde demais.

Vizinhos da família, que mora no Residencial Nilce Paes Barreto, acionaram a Polícia Militar quando viram a mãe do bebê pedindo socorro no meio da rua. A jovem de 24 anos informou à equipe da PM que o filho havia passado mal e o pai, de 26 anos, junto com um vizinho, o levou para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos.

Ao chegar à unidade, acompanhada pelos policiais, a mãe recebeu a notícia de que o filho estava morto. De acordo com o médico, o óbito havia acontecido há mais ou menos uma hora pela rigidez do corpo. A equipe médica disse que a criança não tinha sinais de lesão externa que pudessem indicar maus-tratos.

O corpo foi liberado pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). O médico disse que a criança estava com um estufamento na região abdominal e os pais explicaram que, como ele estava sem defecar e com cólicas, aplicaram um medicamento para aliviar os gases.

Pela manhã, o pai notou que o recém-nascido sangrava pela boca e nariz e correu para a UPA com um vizinho. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizará um exame de necrópsia, que apontará as reais causas da morte, que não tem indícios de crime.

Comunicar erro – Rafael Ramos – 03/06/2020 17h49 | atualizado em 03/06/2020 18h47

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil