Governo chega a 500 dias e destaca ações contra Covid-19

Medidas como auxílio emergencial, repatriação de brasileiros e programa Pró-Brasil foram citados em balanço

O governo do presidente Jair Bolsonaro completa 500 dias nesta sexta-feira (15). Ao longo dos últimos 17 meses, a administração federal encarou diversos desafios e destacou alguns deles no mais recente de seus balanços que são divulgados a cada marca de 100 dias completados.

Entre os pontos abordados, conectados com os acontecimentos dos últimos três meses, apareceram diversas ações no combate à pandemia de Covid-19 e seus efeitos na economia. Programas como o auxílio emergencial, o Pró-Brasil, e a repatriação dos brasileiros que estavam no exterior ganharam destaque no balanço governamental.

Como principal, o governo elencou o auxílio emergencial, que já foi pago a cerca de 50 milhões de brasileiros. Segundo a administração federal, o valor tem servido como amparo financeiro para parcela substancial da população.

Outro ponto reforçado pelo governo foram os investimentos na saúde. Com cerca de R$ 11 bilhões no combate à Covid-19, foram adquiridos e distribuídos 557 respiradores, 83 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs) como máscaras e luvas e mais de 6,9 milhões de testes para diagnóstico da doença.

O governo federal ainda destacou que, em apenas dois meses (entre abril e maio), conseguiu habilitar 3.810 leitos de UTI, voltados exclusivamente ao atendimento de pacientes da Covid-19.

Na economia, o destaque positivo foi a preservação de 7,5 milhões de empregos com o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. O programa ajuda empregados e empregadores a enfrentar os efeitos econômicos da pandemia por intermédio da concessão do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.

Sem esquecer dos brasileiros que estavam no exterior, o governo repatriou quase 22 mil cidadãos que estavam em 82 países, muitos em condições de extrema necessidade e isolamento. A estratégia, segundo o governo, colocou o Brasil entre os países que se destacaram internacionalmente por essa iniciativa.

Por fim, o governo de Jair Bolsonaro destacou o programa Pró-Brasil, ferramenta criada para tentar se adiantar aos efeitos que virão após a pandemia. Com a medida, o governo diz que vai desenvolver “ações integradas, estruturantes e estratégicas para recuperação e desenvolvimento do País, bem como o restabelecimento do bem-estar da sociedade brasileira”.

Paulo Moura – 15/05/2020 09h19 | atualizado em 15/05/2020 09h54

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil