Milhões de trabalhadores na Índia já sofrem de fome durante a parada da economia

Pessoas fazem filha por comida na capital indiada, Nova Delhi. Foto: MSN News.

Desde lockdown da economia, decretado em 25 de março para conter a pandemia de COVID-19, os trabalhadores indianos mais vulneráveis, agora sem trabalho, são obrigados a lutar contra a fome.

A situação da Índia parece que confirmou o que predisse David Beasley, diretor executivo da organização World Food Programme, que alertou o Conselho de Segurança da ONU: “o mundo está à beira de uma pandemia de fome que pode levar a várias fomes de proporções bíblicas.”Anúncio:

“Centenas de homens, mulheres e seus filhos aguardam no sol escaldante por uma refeição preciosa em Gurgaon, nos arredores da capital nacional indiana, Nova Delhi”, informou o MSN News.

Mariam, segurando o filho recém-nascido, disse que “é um grande problema para mim, não há comida, não há dinheiro e eu tenho um bebê, estou muito preocupada com ele. Tudo o que nos é dado é tudo o que como o dia inteiro.”

Mariam segurando seu filho.

Lalla Bai, uma trabalhadora autônoma, veio ao centro da cidade tentar ganhar o sustento diário e criticou o governo:

Estamos irritados com o governo, eles estão nos matando de fome. Nem estão nos matando nem nos permitindo viver. Estamos presos no meio. Não posso voltar para meus filhos.

MSN News ainda informou que trabalhadores autônomos, contratados e imigrantes formam quase 81% da força de trabalho do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil