Ipatinga recebe oito respiradores enviados pelo Estado de MG

A saúde pública de Ipatinga ganhou um novo reforço na manhã desta quinta-feira (2) para enfrentar a pandemia da Covid-19. O município recebeu oito novos respiradores invasivos de alta performance, três BiPAP (Bilevel Positive Pressure Airway), ou seja, aparelhos de baixa performance e dois Cardioversores. Todos os equipamentos foram doados pelo Governo do Estado.

O prefeito Nardyello Rocha esteve no Hospital Municipal Eliane Martins e acompanhou a entrega dos novos equipamentos. Na oportunidade, ressaltou que os respiradores chegaram em bom momento, uma vez que desde o dia 12 de junho a taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 tem atingido 100%.

“A mão de Deus sempre vem operando. No momento em que a cidade mais precisa, os respiradores estão chegando. Até agora ninguém em Ipatinga veio a óbito por desassistência, mas com a chegada dos dez respiradores que o município adquiriu e esta doação feita pelo Estado, temos como oferecer mais tranquilidade para a população. Sabemos que leito de UTI não é tudo, mas é fundamental para assistir os casos graves. Como Governo, vamos continuar o nosso trabalho de prevenção, testagem em larga escola, planejamento de novas ações, e a população fazendo a parte dela, que é sair somente quando necessário. Agradecemos ao Estado, e ressaltamos que os respiradores vieram para somar neste momento tão difícil”, disse Nardyello.

O chefe do Executivo ressalta que “os próximos passos são a fase de testes dos aparelhos, os treinamentos dos servidores que irão operar os equipamentos e também a contratação de novas equipes. Sabemos que o país vive um momento difícil no que tange à mão de obra de profissionais da saúde, mas já estamos trabalhando para efetivar essas novas contratações”.

A secretária municipal de Saúde, Érica Dias, reforça que os novos equipamentos irão agregar qualidade de atendimento na rede de saúde de Ipatinga.

“Hoje temos dez leitos de UTI para uso de pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19, e há muitos dias nós estamos trabalhando além da nossa capacidade técnica. Isso quer dizer que a nossa UTI foi preparada para o uso de dez leitos e nós estamos atendendo 12, para não desassistir nenhum paciente, para valorizar a vida. Com a chegada dos respiradores, vamos ter condições de atender a população e tentar evitar ao máximo a transferência desses pacientes para longas distâncias”, explicou a titular da pasta.

Érica ressalta que, além do Hospital, também se faz necessário a utilização de respiradores na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Ela é a porta de entrada para acolhimento da microrregião. Preciso equipar a UPA com respirador para aquele primeiro atendimento, e garantir a estabilização do paciente para que, enfim, ele tenha condições de transferência”.

No início da pandemia, o Hospital Municipal contava com dez leitos de UTI destinados para todo tipo de doenças. O município expandiu a estrutura, já nos primeiros meses da chegada do novo Coronavírus, para mais dez leitos de UTI Covid-19, e agora são outros dez.

O mesmo aconteceu com os leitos de enfermaria. De 16, a estrutura foi elevada para 40 no início da pandemia, e o Executivo já anunciou que o número subirá para 60. 

Aparelhos

Aparelhos invasivos de alta performance são aqueles com capacidade de atendimento ao paciente em UTI. Já o BiPAP de baixa performance é um dos tipos de respiradores mecânicos usados no suporte ventilatório por pressão. É tipicamente empregado para a ventilação não invasiva.

Já os cardioversores são direcionados para a liberação de estímulos elétricos no coração. Para cada dez leitos de UTI se faz necessário a presença de um cardioversor, de acordo com as exigências de equipamento para funcionamento de Unidade de Terapia Intensiva.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil