Gás de cozinha ficará mais caro a partir de sexta, diz Petrobras

Empresa informou que alta reflete as movimentações da cotação internacional do petróleo e o câmbio

GLP ficará mais caro a partir da sexta-feira, 2, anuncia Petrobras Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O quilo do gás liquefeito de petróleo (GLP) produzido nas refinarias da Petrobras vai ficar, em média, R$ 0,15 mais caro a partir da sexta-feira (2). O quilo do produto passa a ser vendido a R$ 3,21 e o botijão de 13 kg, a R$ 41,68. Segundo a empresa, a alta reflete as movimentações da cotação internacional do petróleo, utilizado como insumo na produção do produto, além do câmbio.

A Petrobras não informou a variação em porcentual, mas, segundo fontes do setor, a alta de preço foi de 5%, em média.

Este é o quarto aumento do ano. Em 2021, o número de reajuste e os percentuais de alta têm sido menores do que os praticados no comércio de gasolina e óleo diesel.

Em nota, a empresa afirmou que “os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo”.

Ressaltou ainda que “até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para envase pelas distribuidoras, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores”.

*Estadão- Pleno.News -| atualizado em 01/04/2021 21h01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil