Datena se irrita com produção ao vivo: ‘Deve ser gente da Record’

Apresentador não ficou nada satisfeito com erro no teleprompter

O apresentador José Luiz Datena não escondeu a insatisfação com uma falha da produção do programa Brasil Urgente, nesta quinta-feira (6). Sem papas na língua, o jornalista disparou críticas ao vivo após quase errar o nome de uma cidade por causa de um erro de digitação no teleprompter.

– Escreveram “Sorrisos” aqui. Quem é que escreveu isso aqui? Quem trocou “Sorrisos” por “Saudades”? Tem que avisar que o nome da cidade é “Saudades”, não “Sorrisos”. Tão querendo me derrubar? Deve ser a gente da Record que está trabalhando aqui. Não é possível! Deve ser alguém da Record ou da Globo. Mudar o nome da cidade de “Saudades” pra “Sorrisos”. [De] Sorrisos não tem nada lá. Mataram crianças. As pessoas estão tristes pra caramba – disse o veterano, que percebeu o erro antes de ler o nome.

Ainda segundo ele, alguém está querendo “sacanear” ele.

– Tão querendo me sacanear. Cátia [repórter], alguém, algum dia, já estragou sua comida? Colocou sal demais? Nós temos que ficar de olho aqui – completou o apresentador, que logo em seguida conversou com a colega Cátia Fonseca.

DATENA CRITICA GUEDES
No noticiário Brasil Urgente do último sábado (1º), o apresentador José Luiz Datena detonou a gestão do ministro da Economia, Paulo Guedes, durante a pandemia. Para o jornalista, Guedes não atuou em prol dos mais pobres e deixou a situação da fome no país chegar a níveis extremos.

– A pandemia só piorou [a situação da fome no Brasil], principalmente com esse ministro da Economia. Não sei por que o Bolsonaro [o] está mantendo aí. Um ministro da Economia que só pensa em gente rica; não pensa em gente pobre – acusou.

Datena ainda questionou o valor do novo auxílio emergencial e refutou a justificativa de que o país não tem dinheiro.

– Um ministro que dá R$ 250 de auxílio emergencial? Isso ele gasta no café da manhã com a família dele. Isso é injusto, imoral, inadequado. Como não tem dinheiro? Vocês deram R$ 30 bilhões para o Centrão fazer emendas parlamentares – disse o apresentador.

O jornalista ainda aproveitou as críticas para dar um “aviso” a Bolsonaro.

– Ô presidente, cuidado! Seu inimigo maior é quem está perto de você. Já falei [isso] umas 40 vezes. Você fica vendo inimigo em todo o lugar, [mas ele] mora com você, pertinho de você, mora aí no Planalto. Você acha que R$ 250 mata a fome do Brasil? Isso é uma pouca vergonha – disparou Datena.

Gabriela Doria – 07/05/2021 15h42 | atualizado em 07/05/2021 16h44

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil