Como mudar os hábitos da Procrastinação

Valquíria Salinas

O primeiro passo é entender quais são os gatilhos que te atrapalham. Atualmente as possibilidades de distrações em nosso mundo são enormes, devido ao excesso de informações que nos rodeiam, principalmente nas redes sociais. Tudo isso, acaba contribuindo para que as pessoas se tornem procrastinadoras. 

Hoje percebemos que as mídias sociais são multi sensitivas (captam funções auditivas, visuais e sensações de prazer ao dar uma curtida em algum post), causando uma dependência no indivíduo, ficando preso as redes, e muitas vezes deixando para depois algo importante.

As pessoas portadoras do TDAH tendem a sofrer ainda mais com a procrastinação, visto que possuem uma mente acelerada, e se distraem mais facilmente. A distração está em pequenas atitudes do cotidiano, por exemplo: você vai ligar o computador para pagar uma conta, quando você percebe, se distraiu e ficou horas a fio vendo suas redes sociais e acaba não fazendo o que precisava. Ou, você mulher, precisa limpar a casa e pega o celular, quando percebe está na hora de fazer o almoço e a casa ficou sem limpar.

Afaste-se das coisas que te distraem quando você precisa executar algum tipo de tarefa, se possível desligue-se das redes sociais para que você consiga realizar seus deveres. Distribua as coisas em uma ordem de importância, para que você consiga realizá-las.

Outra dica importante é que você realize uma tarefa por vez, até concluí-la, pois existem pessoas que são tão vorazes (querem fazer muitas coisas ao mesmo tempo) e com isso acabam não concluindo nada. E como consequência acabam se sentindo exaustas e sem energia. É como se fosse uma pia com muitas torneiras abertas, todas jogando água ao mesmo tempo, vá fechando as torneiras, e abra uma por vez, para que você não venha desperdiçar sua energia. Então elenque por ordem de importância as coisas que você precisa realizar a curto, a médio e a longo prazo. Inclusive as coisas de seu dia a dia para que você não deixe de fazer.

É importante deixar claro que a procrastinação não tem a ver com a pessoa ser preguiçosa ou vagabunda, como muitos querem rotular. Em resumo a procrastinação pode ser resolvida, mas para que isso ocorra é necessário que o indivíduo perceba quais são os motivos que desencadeiam esse comportamento. Muitas vezes, quando alguma tarefa é posta como obrigação, pode causar desânimo, saúde debilitada, medo, receio, alto nível de estresse ou até mesmo rebeldia.

Vencer a ansiedade e/ou a depressão que te leva a procrastinar não é uma tarefa fácil, mas é possível. Não devemos deixar para depois aquilo que pode ser feito hoje! Quando acabamos deixando para o amanhã irmãs, acabamos protelando atividades onde ficam acumuladas e não damos conta. 

Também não devemos deixar para depois um pedido de perdão. Pare e pense que você poderá perder oportunidades em sua vida, porque se você deixar para depois certas coisas, não voltam mais.

O que você tem deixado para depois, minha querida irmã? Fale ao Senhor em suas orações e peça para Ele que te de forças, e coragem para vencer a procrastinação.

Tiago 4.14-15 “Vocês não sabem o que acontecerá amanhã. O que é a vida de vocês? Vocês não passam de nebline que aparece por um instante e logo se dissipa. “Se Deus quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo.”

Deus te abençoe minha irmã.

Valquíria Salinas

Valquíria Salinas

Valquíria Salinas é cristã evangélica, com vasta formação na Psicologia e áreas correlatas. Faz um sólido trabalho de aconselhamento e apoio ao lado de seu marido e pastor. Traz para o público evangélico, de forma clara e simples, temas e abordagens do aspecto psicológico do ser humano e sua relação espiritual com Deus, tudo de forma clara, simples e direta. Seja para adolescentes e jovens, para mulheres, casais ou família, no templo, no acampamento ou em empresas, a Psicóloga Valquíria Salinas fala sem achismos. Tem experiência de 16 anos de atendimento diário em seu consultório de psicologia, atuou em 2 Hospitais Psiquiátricos e foi voluntária no SOS – para recuperação de drogados e alcoólatras – durante 5 anos. Está à frente do Culto Regional de Mulheres, que reúne cerca de 3 mil mulheres mensalmente, na Assembleia de Deus na cidade de Sorocaba-SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil