Otoni aciona PGR contra Gleisi por associar pastores a criminosos

Deputada disse que há líderes evangélicos que mentem e se apropriam do dinheiro de fiéis para a corrupção

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) enviou ofício à Procuradoria-Geral da República (PGR) para que o órgão abra uma investigação contra a deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann. O motivo da ação é uma declaração de Gleisi em que ela associa pastores evangélicos a milicianos e traficantes.

Na fala, a deputada cita grupos supostamente organizados para se apropriar indevidamente

– Nós temos as milícias, o tráfico e temos pastores evangélicos que não são comprometidos com os ensinamentos do nosso Senhor Jesus Cristo, mas são comprometidos com esse lado aí, do dinheiro, do poder e da mentira – diz a deputada em um vídeo publicado no Instagram.

Por causa disso, Otoni acusa a parlamentar de difamação, calúnia e propagação de fake news.

– Também em seu arsenal calunioso e difamatório, a deputada petista atribui aos pastores a conduta de apropriação indevida de recursos de contribuições e de utilizá-los para corrupção política e de praticar artimanhas com a finalidade de enganar fiéis. Sua postagem é fake news por não corresponder à realidade – argumento o parlamentar.

O deputado também pede a retratação pública da presidente do PT.

– Na condição de deputado federal e pastor evangélico me senti ofendido em minha honra, pelo que recorro à PGR em busca da responsabilização judicial da deputada petista Gleisi Hoffmann – escreveu.

Gabriela Doria – 04/09/2021 13h23- Pleno News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil