Zé Trovão: “Vou me entregar dia 7 de setembro, no meio do povo”

Caminhoneiro é considerado foragido pela Polícia Federal

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, revelou que irá se entregar à Polícia Federal durante os atos do dia 7 de setembro, que prometem grandes manifestações a favor do governo Jair Bolsonaro. Zé Trovão é um dos responsáveis por convocar o povo para os atos.

Em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o caminhoneiro, que teve a prisão decretada nesta sexta-feira (3) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, disse que irá se entregar “no meio do povo”. Na mesma decisão, Moraes também o proibiu de participar dos atos do dia 7.

Zé Trovão é considerado foragido.

– Vou me entregar para vocês dia 7 de setembro, no meio do povo. Vai me buscar lá. Só isso que eu tenho para dizer. […] Eu não quero que ninguém feche barreiras. O povo abre e deixa a polícia me prender no meio do povo. Dia 7 de setembro vocês podem me prender – disse.

O líder dos caminhoneiros é investigado no inquérito que apura a organização e o financiamento de atos considerados antidemocráticos – incluindo o que acontecerá no Dia da Independência.

Gabriela Doria – 04/09/2021 12h05- Pleno News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil