Robinho é condenado em última instância por estupro coletivo

Julgamento aconteceu na Itália, nesta quarta-feira

Nesta quarta-feira (19), a Corte de Cassação de Roma, última instância da Justiça italiana, condenou o jogador Robinho a nove anos de prisão por violência sexual de grupo. O amigo dele, Ricardo Falco, teve mesma sentença. As informações são do portal R7.

O crime foi cometido em janeiro de 2013, na boate chamada Sio Café, em Milão, na Itália. A vítima é uma mulher albanesa que completará 32 anos de idade na sexta-feira (21).

A audiência desta quarta-feira não contou com a presença de Robinho, visto que o atleta não viajou para a Itália. Ele foi representado pelo advogado Franco Moretti, que alegou que a relação entre a mulher e Robinho foi consensual.

Após a decisão da Justiça italiana, não há mais possibilidade de recurso.

Pleno.News – 19/01/2022 12h33 | atualizado em 19/01/2022 13h13

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.