Putin cruzou linha vermelha da barbárie, diz premiê britânico

Para Boris Johnson, Ocidente precisa apertar cerco

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, acusou nesta quinta-feira (24) a Rússia de cruzar uma linha vermelha da barbárie em sua guerra com a Ucrânia. Acrescentou que o Ocidente precisava “apertar o cerco” com sanções para pôr fim ao conflito.

“Vladimir Putin já cruzou a linha vermelha da barbárie”, disse Johnson a repórteres ao chegar a Bruxelas. Ele participa de reunião de cúpula sem precedentes entre os membros da aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), do G7 e da União Europeia.

Segundo o premiê, sanções precisam ser impostas a Moscou. “É muito importante que trabalhemos juntos para que isso seja feito. Quanto mais duras forem nossas sanções, mais podemos fazer para ajudar a Ucrânia e mais rápido essa guerra pode acabar”.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou tropas à Ucrânia no que chama de “operação militar especial” para desmilitarizar e “desnazificar” o país. Moscou nega ter como alvo os civis.

Publicado em 24/03/2022 – 08:10 Por John Irish e Ingrid Melander – Repórteres da Agência Brasil* – Bruxelas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.