Fim da janela partidária: PL se torna maior bancada na Câmara

Partido do presidente Jair Bolsonaro saltou de 42 para mais de 70 deputados

A janela partidária, prazo para que parlamentares mudem de legenda, fechou-se na noite desta sexta-feira (1°), mudando significativamente o número de integrantes nos partidos. Com a dança das cadeiras nas siglas, o Partido Liberal (PL), do presidente Jair Bolsonaro, se tornou a legenda com a maior bancada da Câmara dos Deputados, saltando de 42 para 73 parlamentares.

Atrás do PL, vem o O Partido dos Trabalhadores (PT), do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segunda maior da Casa Legislativa, a sigla agora é composta por 56 deputados. Em terceiro lugar, vem o PP, que ganhou 13 novos filiados e soma cerca de 50 integrantes.

De acordo com apuração da Folha de S. Paulo, mais de 100 dos 513 parlamentares da Casa trocaram de partido durante esta janela partidária. O número pode elevar-se, pois as siglas não precisam informar as mudanças nas filiações de imediato.

Após o PL e o PP, a legenda que mais angariou novos filiados foi o Republicanos, com 10 mandatários. O partido também faz parte da base de apoio de Bolsonaro, que soma 168 dos 513 deputados.

Boa parte dos aliados do presidente que trocaram de partido vieram do União Brasil, que viu seu número de integrantes murchar, perdendo 32 deputados. A legenda é resultado de uma fusão entre o DEM e o PSL e atualmente ocupa o quarto lugar entre as maiores bancadas da Câmara, com 47 parlamentares. Ainda assim, a sigla continuará recebendo a maior parcela do fundo eleitoral, pois a renda é calculada pela quantidade de parlamentares que foram eleitos no último pleito.

Thamirys Andrade – 02/04/2022 14h01- Pleno.News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.