Genro de Abílio Diniz: “Esse é o Lula, sempre do lado do crime”

Luiz Felipe D’ávila comentou declaração de Lula admitindo ter atuado para libertar sequestradores

O presidenciável Luiz Felipe D’ávila (Partido Novo) se pronunciou sobre declarações do ex-presidente Lula (PT) admitindo ter atuado para libertar da prisão os sequestradores de Abílio Diniz, em 1998. D’ávila, que é genro do empresário, disse que o Partido dos Trabalhadores (PT) está “sempre do lado do crime”.

– Desde 1989, o PT negava que tinha relação com os sequestradores de Abílio. Agora, Lula confessou com todas as letras que participou ativamente da libertação dos criminosos. Esse é o PT. Esse é o Lula. Sempre do lado do crime. E essa turma ainda quer voltar ao poder – declarou por meio de postagem no Twitter feita neste sábado (18).

Como mostrou o Pleno.News, a fala de Lula ocorreu durante um evento de pré-campanha em Maceió (AL) nesta sexta-feira (17). Na ocasião, ele disse disse que procurou o senador licenciado Renan Calheiros (MDB) e o ex-chefe do Executivo Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para libertar os sequestradores, que eram argentinos, chilenos, canadenses e, um deles, brasileiro.

– Eu fui na cadeia no dia 31 de dezembro conversar com os meninos e falar: “Olha, vocês vão ter de dar a palavra para mim, vocês vão ter de garantir pra mim, que vão acabar com a greve de fome agora e vocês serão soltos”. Eles respeitaram a proposta, pararam a greve de fome e foram soltos. E eu não sei aonde que eles estão agora – assinalou Lula. No início de 1999, os estrangeiros foram extraditados e o brasileiro recebeu indulto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.