Jamily abandona música gospel para cantar no secular: ‘Quero me sentir feliz’

A cantora Jamily, que se tornou conhecida nacionalmente no Programa Raul Gil, em 2001, e teve a carreira marcada pela canção Conquistando o Impossível, anunciou que está deixando a música gospel para se dedicar ao mercado secular.

O anúncio foi feito através de vídeo em sua conta no Instagram, no último dia 03 de julho, domingo, data em que completou 30 anos:

“Estou muito feliz. Vim aqui para comemorar junto com vocês novos tempos, novas fases, novos ciclos, e com novos ciclos vêm sempre algumas mudanças. […] Quero falar com vocês sobre essa mudança, a gente sempre foi muito sincero, gosto de ser aberta com vocês, em respeito a vocês, por todos esses anos que vocês me acompanham”, introduziu a artista.

“Esse ano eu completo 20 anos de estrada, 20 anos de jornada na música. Isso é maravilhoso, é uma bênção. Muitos de vocês fazem parte de tudo isso que Deus fez na minha vida, o que é maravilhoso e vai continuar sendo. Minha história continua sendo escrita, eu estou vivendo um momento de transição, do gospel para aquilo que vocês chamam de secular”, informou.

Demonstrando não avaliar a arte pela dicotomia do sagrado versus profano, Jamily declarou que quer a oportunidade de se apresentar em novos palcos:

“Para mim, música é música. Eu sempre cantei músicas românticas, músicas com temáticas diversas, e talvez isso seja novidade, seja diferente para alguns de vocês, mas para os que me conhecem há muitos anos sabem disso, e para mim, então, não é novo, é a mesma coisa. Estou vivendo esse novo momento, esse novo ciclo, e abrindo portas para novas oportunidades, novas bênçãos, novas coisas acontecerem na minha vida, para eu também ir a novos lugares, para minha música, minha arte chegar a novos lugares, fazer novas canções”.

“Eu acho que esse é o momento para isso. Não estou ficando mais jovem, e a arte precisa voar. Eu tenho me sentido, nos últimos tempos, como alguém que está numa caixinha de vidro, que alguém abre, usa quando precisa, quando não quer, também, fecha, e está ali, colocada num cantinho. Sabe que a caixinha está ali, e ali ela permanece”, queixou-se, demonstrando insatisfação com os rumos de sua carreira gospel.

Jamily continuou: “Eu acho que Deus me deu um talento, um dom incrível, e eu tenho oportunidade de fazer isso, de me expressar através da minha música, da minha arte, da minha voz, e eu quero poder expandir tudo isso”.

O projeto secular da cantora, no entanto, ainda carece de investimentos: “Eu estou aberta a novas oportunidades, a novas parcerias – alô, parceiros, empresários de música, pessoas do meio, empresários que estão com bala na agulha – tenho um projeto lindo, projeto romântico, um EP [extended play, na sigla em inglês] que está sendo preparado da melhor forma. Podem entrar em contato comigo”.

“Quero me sentir feliz, me sentir realizada no que estou fazendo, me sentir satisfeita, e automaticamente vou produzir boas coisas, e vocês também vão ficar felizes, não é. Um efeito dominó, uma coisa leva a outra. Acho que Deus fez cada um de nós para viver um propósito. A gente tem que estar aberto, disposto, ter essa iniciativa, para as coisas poderem acontecer”, encerrou Jamily.

Tiago Chagas 1 semana atrás Foto: reprodução/Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.