Contaminação por Covid-19 gera mais sete mortes em Ipatinga

A Prefeitura de Ipatinga confirmou, nesta quinta-feira (23), sete óbitos decorrentes de complicações por Coronavírus. Tratam-se de cinco pacientes do sexo masculino e dois do sexo feminino, que eram atendidos em unidades hospitalares diversas. Com esses novos registros, os mortos da cidade por Covid-19 já somam 86.

Unimed

Dois dos pacientes estavam sendo assistidos no Hospital Metropolitano da Unimed, ambos com resultados de exames positivos para a doença.

Uma das vítimas é uma idosa de 78 anos, moradora do bairro Bethânia. A outra é um homem de 55 anos, morador do bairro Vila Celeste.

Por meio de nota, a Unimed assegurou que aos familiares dos pacientes foram repassadas todas as informações referentes aos quadros clínicos e óbitos posteriores, assim como orientações quanto aos procedimentos a serem adotados nos velórios e sepultamentos.

Municipal

Um homem de 84 anos, morador do bairro Vila Celeste, morreu no Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM), onde era assistido com teste positivo para a Covid-19.

Também no HMEM, um homem de 60 anos morreu já com exame positivado para a Covid-19. Ele era morador do bairro Veneza.

Outro homem de 60 anos, morador do bairro Bela Vista, com exame positivo para a Covid-19, foi atendido após complicações e acionamento do Serviço de Atendimento Móvel Urgência (SAMU), mas acabou morrendo.

Os familiares das vítimas receberam as orientações protocolares quanto aos procedimentos para a realização dos velórios e sepultamentos.

HMC

As outras duas vítimas estavam sendo assistidas pelo Hospital Márcio Cunha. Uma delas trata-se de um homem de 86 anos, morador do Centro. Ele também já tinha exame positivo para a doença.

O último registro de óbito é de uma mulher de 62 anos, moradora do bairro Bom Jardim. Do mesmo modo, ela também teve exame positivo para o novo Coronavírus.

Em relação a estes dois últimos pacientes vitimados, em nota enviada ao município de Ipatinga o HMC assegurou que forneceu às famílias todas as informações quanto às causas das mortes e, de acordo com o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde, repassou as orientações quanto aos trâmites que deveriam ser seguidos nos velórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese