STF quer ‘inviabilizar reeleição de Bolsonaro’, diz Ricardo Barros

Para o líder do governo na Câmara, o Judiciário interfere nas prerrogativas do presidente

Deputado federal Ricardo Barros Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O líder do governo na Câmara, deputado federal Ricardo Barros (PP), afirmou que os embates entre o presidente Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal (STF) ocorreram por “interferências” da Corte nas atribuições do chefe do Executivo. Ele disse ainda que o Judiciário trabalha para “inviabilizar” a reeleição do líder do Planalto.PUBLICIDADE

– O presidente, quando se posiciona, é porque estão interferindo nas suas prerrogativas. O Judiciário tem seguidamente se sobreposto aos demais Poderes, como quando [a ministra Rosa Weber] paralisou a execução orçamentária. Querem criar uma situação de inviabilizar a reeleição do presidente – declarou Barros, em entrevista ao Jornal O Globo.

O líder do governo na Câmara também negou que a postura do presidente quanto às vacinas da Covid-19 irá mudar e avaliou que o posicionamento dele não deve atrapalhar sua reeleição.

– Não [atrapalhará], porque todas as vacinas foram pagas pelo governo federal. O presidente tem sua opinião e não vai mudar. Este eventual desgaste não vai refletir positivamente nem negativamente, porque o assunto vacina estará superado na eleição. Nós compramos todas as vacinas que foram aplicadas no Brasil. O governo Bolsonaro teve uma postura, e o presidente Bolsonaro teve outra postura. Ele teve serenidade de não impor a sua posição ao governo – acrescentou Barros.

Thamirys Andrade – 21/12/2021 11h51 | atualizado em 21/12/2021 12h34-Ple.News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.