Prefeitura convoca população para vacinação contra a gripe e o sarampo

A Secretaria de Saúde de Ipatinga alerta para a baixa adesão às campanhas contra Influenza/ gripe e sarampo e orienta que todo o público-alvo contemplado procure os locais de vacinação. Até o momento, a cobertura é de 45,5% do público-alvo contra a Influenza/gripe e menos de 30% contra o Sarampo.

A 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e a 8ª Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores da Saúde contra o Sarampo, iniciou em 4 de abril e termina na sexta-feira, 03 de junho.


A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos públicos-alvos que somam 67.979 pessoas, sendo que apenas 30.906 pessoas compareceram às Unidades para receber o imunizante contra a influenza.

Dos grupos prioritários, os trabalhadores em Saúde foram os mais alcançados respondendo por 59,1% da imunização, seguido dos idosos com 51,4% e apenas 31% do público infantil compareceu para receber a imunização contra a gripe. Já em relação à imunização contra o sarampo menos de 30% do grupo alvo recebeu a vacina. 

A secretaria de Saúde alerta para a importância da vacinação dos grupos prioritários para evitar surtos das doenças, que podem sobrecarregar os serviços de saúde e até levar à morte. 


“Quanto maior a cobertura vacinal, menor é o risco de circulação dessas doenças, pois a vacinação traz a prevenção e dificulta a circulação do vírus. Por isso pedimos que os grupos contemplados busquem os locais de vacinação mais próximos para se protegerem e também protegerem aqueles que convivem com eles”, aponta o secretário de Saúde, Cléber de Faria. 

Grupos prioritários:

gestantes e puérperas;

povos indígenas,

professores;

pessoas com comorbidades;

pessoas com deficiência permanente;

forças de segurança, salvamento e armadas;

caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo e rodoviário de passageiros urbano e de longo curso.

idosos de 60 anos e mais, trabalhadores da saúde e crianças a partir de 6 meses até 5 anos incompletos,

Categorias profissionais, pessoas com comorbidades e gestantes

As categorias profissionais convocadas nesta nova etapa deverão apresentar documento que comprove a função exercida. Pessoas com comorbidades e deficiência permanente deverão apresentar um laudo ou exame para atestar a condição. Para as puérperas, é necessário levar a certidão de nascimento, cartão da gestante ou documento do hospital onde ocorreu o parto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.