Kalil discute com entrevistador: ‘Mais fácil eu te jogar pela janela’

Pré-candidato ao governo mineiro se irritou após ouvir pergunta sobre suas dívidas

O pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Alexandre Kalil (PSD), se irritou e protagonizou uma discussão ao vivo neste sábado (4) em uma entrevista concedida a uma emissora de TV da cidade de Capelinha (MG). Após não gostar de uma das perguntas que foi feita para ele, o político disse que era mais fácil jogar o entrevistador “pela janela”.

A discussão se iniciou quando um dos apresentadores da entrevista, o DJ Veneno, questionou o ex-prefeito de Belo Horizonte sobre dívidas que o ex-gestor público tinha. Kalil então respondeu que sua vida pessoal tinha que ser respeitada e disse que estava tentando pagar suas débitos.

– Devo igual a você que está me assistindo. Sempre devi. Agora, eu queria que você lesse aí uma matéria de corrupção, de Cemig, de botou a mão em dinheiro público. Então não venha mexer com a vida de um homem honrado, de 63 anos, não. Você não tem nem idade pra isso. Eu devo mesmo – disse.

Após o entrevistador repetir a questão, Kalil elevou o tom e passou a atacar diretamente o DJ, chegando a chamá-lo de “banana” e “merdinha”.

– Não grite comigo, rapaz! Molecote. Tá querendo aparecer em cima de mim. Quem é você, não sei nem seu nome, nunca te vi. Se esse moleque estiver aqui, (…) entrevista esse banana, esse merdinha aqui – declarou.

O entrevistador retrucou e disse que o atual governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), teria “corrido” da entrevista após uma pergunta que ele fez. Kalil replicou dizendo que não sairia corrido e que era mais fácil jogar o entrevistador “pela janela”.

– Corrido eu não saio não, é mais fácil eu te jogar pela janela, ô moleque! Quem corre é o Zema. Você falou sobre a vida pessoal do Zema? – indagou.

Ao final da conversa, o apresentador principal, Alexandre Macedo, pediu desculpas a Kalil: “A gente teve um tempo tomado por questões pessoais suas que não estavam no script. A gente pede desculpas por isso”. O ex-prefeito também pediu desculpas.

– Esse é um assunto requentado [as dívidas]. Isso foi matéria em 2016 na minha campanha, não tem absolutamente nada de novo (…). Quero primeiro pedir desculpas (…). Queria dizer ao telespectador que me desculpe. Acho que essa forma de agressão e desrespeito vem se cristalizando no Brasil. Nós não podemos fazer isso – completou.

Paulo Moura – 05/06/2022 08h47 | atualizado em 05/06/2022 08h48-Pleno.News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.